A importância de uma avaliação individualizada

A importância da avaliação individualizada e da construção de um processo único para cada paciente.

Nem todo paciente responde da mesma forma ao mesmo tipo de tratamento.

Ao avaliar um paciente, desapegue de criar um “rótulo” e não tente encaixá-lo em tratamentos prontos e rígidos.

Faça uma avaliação individualizada e construa um plano terapêutico de acordo com as necessidades individuais.

Um exemplo: um paciente A com transtorno de estresse pós-traumático por um determinado motivo, pode apresentar respostas positivas à intervenção de exposição. Já o paciente B, com as mesmas queixas, pode ter respostas negativas à mesma intervenção.

Vai depender:
– História pessoal
– Circunstâncias do trauma
– Características de personalidade
– Mecanismos pessoais de enfrentamento
– História psiquiátrica
– Dentre vários outros

Fez sentido pra você?

Compartilha com quem possa gostar.

Suzanne Leal

Publicado por Suzanne Leal

Psicóloga. Site: suzannelealpsi.com Instagram: @suzannelealpsi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: